Tragédia twittada

9 de julho de 2014
copa_coletivo_destaque

Opiniões a parte, é complicado dizer que a goleada sofrida pela Seleção Brasileira ontem foi anunciada, prevista.

 

A Copa do Mundo no Brasil está sendo destacada na imprensa mundial como uma das melhores edições dos últimos tempos do evento esportivo da Fifa. Por outro lado, a sua organização foi envolvida em muitas controvérsias: atraso nas obras dos estádios, gastos milionários etc. Muita gente não queria que tivesse Copa, muita gente queria, e no fim teve e estava sendo boa.

 

Boa pra todo mundo e em vários aspectos. Os brasileiros se animaram com o Mundial, não só pelo sucesso do evento, mas pelo sucesso da Seleção Canarinho. Nosso time estava chegando perto da final, mesmo que aos trancos e barrancos. Deu pra ter a esperança de que a Taça seria nossa. Mas não será mais.

 

A Alemanha foi um barranco no caminho que não deu pra ser superado. O placar final de 7×1 para os alemães está sendo considerado como a maior goleada sofrida pelo Brasil em sua história nas Copas. Histórico por si só, o evento ficará marcado também na história da internet.

 

O jogo foi o evento esportivo mais tuitado da história. Segundo o perfil @TwitterData, foram 35,6 milhões de tuítes registrados durante a partida, um novo recorde.

 

 

O recorde de maior número de tuítes por minuto também foi quebrado, aos 29 minutos de partida, quando o quinto gol da Alemanha foi marcado. O Twitter registrou 580.166 tuítes em um minuto.

 

 

O Twitter também produziu um gráfico animado que mostra a movimentação da rede social nos momentos dos gols da partida.

 

 

Este outro texto, publicado por Mauro Segura no BrasilPost e em outros sites, traz outros dados de movimentação nas redes sociais por causa do jogo, como momentos de comentários positivos e negativos para as Seleções e jogadores, entre outros dados.

 

São inúmeros dados que comprovam que as redes sociais são o espelho do “mundo real”. Lê-se o mundo através da internet e das redes.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>