Jacque Fresco: o homem que quer mudar o mundo com ajuda do design

14 de dezembro de 2012
jacque-fresco

Nascido em 1916 – isso mesmo, atualmente ele tem 96 anos – na cidade de Nova Iorque, Jacque Fresco já trabalhou com design industrial, pesquisa e desenvolvimento aeroespacial, arquitetura, design eficiente de automóveis, métodos de projeção de sistema de cinema 3D e design de equipamento médico. Usando toda essa experiência, ele pensa em modificar o sistema social no qual vivemos.

 

Segundo o próprio conta em entrevista (clique aqui para ler), sua consciência social começou a mudar na Grande Depressão de 29. Fresco observou que tudo estava no mesmo lugar: as fábricas produziam e os recursos existiam, mas ninguém tinha dinheiro para comprar nada. Isso o levou a questionar as “regras do jogo”.

 

Para o designer, os problemas do mundo, como as guerras, a fome e a poluição são resultados do sistema monetário, pois a busca pelo lucro acaba gerando má distribuição de recursos. Por isso ele propõe, como parâmetro social, a eliminação do sistema monetário e a utilização livre dos recursos como patrimônio de todos os habitantes do planeta.

 

Muitos assimilam isso como uma reinterpretação do comunismo, mas Fresco deixa claro que o comunismo é um dos muitos sistemas que falharam em melhorar a qualidade de vida humana. O que ele prega é uma “Economia Baseada em Recursos”, ambientalmente sustentável, em que, uma vez que há recursos e serviços disponíveis para todos, não seriam necessários governos e outras estruturas sociais. Mas como, então, gerenciar e organizar a sociedade?

 

Tecnologia e design redesenhando o planeta

venus-project-house

Ao alcançar o patamar de disponibilidade de recursos em nível global, toda a tecnologia disponível poderia ser usada. Sistemas cibernéticos e times de especialistas interdisciplinares cuidariam da organização social.

venus-project-geotermic

venus-project-solar

Em 1975 o designer iniciou o Projeto Vênus, que tem esse nome por ser baseado na cidade de Vênus, na Califórnia. O projeto visa começar a colocar suas ideias em prática. Fresco usou o design para redesenhar as estruturas físicas desse novo mundo. Ele projetou sistemas urbanos levando em conta todas suas necessidades, como energia, transportes, obtenção de alimentos e eliminação de resíduos. A cidade seria totalmente construída para ser auto-sustentável.

 

O projeto urbano incluiria cinturões agrícolas que produziriam alimentos por meio de hidroponia, sem pesticidas. A obtenção de energia seria feita apenas por meio de fontes renováveis e limpas, como energia geotérmica, solar, eólica e até com a força das correntes oceânicas, por exemplo.

 

A parte residencial seria circundada por áreas verdes. As casas, pré-fabricadas e modulares, teria geradores térmicos e concentradores de calor, que armazenariam a luz solar brilhante. Todas estas características ofereceriam energia mais do que suficiente para operar a casa inteira.

 

Veja o vídeo sobre o projeto urbanístico:

 

 

Com a mesma preocupação com a sustentabilidade, Fresco desenhou cidades marítimas, que poderiam ser transportadas no oceano e ancoradas em algum ponto. Isso ajudaria a acabar com o déficit habitacional. A beleza dos projetos impressiona.

venus-project2
Tudo isso pode parecer utópico, e o próprio Jacque Fresco reconhece que só com uma mudança de mentalidade total das pessoas – o que levaria à mudança também no sistema que gere o mundo – o Projeto Vênus sairia do papel. É o que ele diz em entrevista ao próprio site do projeto: “O Projeto Vênus é um conceito que pode acontecer hoje, mas não cabe a mim, depende do que os outros fizerem para ajudá-lo a concretizar-se.”.

 

Em tempos de busca por sustentabilidade, as ideias deste designer quase centenário servem para reflexão. E você, o que espera para o futuro da humanidade?

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>