Indústria Cultural versus Fãs participativos

12 de março de 2014
Veronica Mars

Há mais ou menos um ano, o site de financiamento coletivo Kickstarter alcançou um marco em sua história: em 12 horas, um projeto arrecadou US$ 2 milhões, batendo o recorde do site. A iniciativa partiu da equipe envolvida com “Veronica Mars”, série que foi exibida na TV americana de 2004 a 2007 e foi cancelada sem que a história fosse concluída propriamente. A ideia era arrecadar o suficiente para fazer um filme para “concluir” a história, já que o estúdio Warner havia desistido da produção do filme. A meta de US$ 2 milhões foi atingida em menos de um dia e a arrecadação fechou em quase US$ 6 milhões.

 

Um ano depois, o filme é lançado. A data de estreia nos cinemas é dia 14, sexta-feira, nos EUA. No Brasil, o lançamento será direto em DVD e BluRay em maio. Na quinta, dia 13, o filme estará disponível para aluguel e compra digitais no iTunes, no Google Play  e no Xbox Video.

 

O filme de Veronica Mars é o exemplo mais marcante, mas não o único: outros projetos já haviam chamado atenção no Kickstarter, quando fãs financiaram os trabalhos e lançamentos de seus ídolos, como é o caso da cantora Amanda Palmer, que arrecadou US$ 1,2 milhões para lançar seu novo disco.

 

Casos assim nos fazem refletir: será que a indústria cultural estaria começando a ruir? Uma mudança realmente marcante ainda levaria um tempo muito longo para acontecer. Mas é claro que iniciativas independentes estão ganhando cada vez mais força e o público não se satisfaz mais apenas com o que é lançado pelas grandes empresas culturais.

 

Há ainda outro lado: a Warner detinha os direitos sobre “Veronica Mars” e liberou que o projeto fosse para o financiamento público. A distribuição ainda ficou por conta da empresa e podemos admitir também que mais dinheiro foi injetado no projeto e mais ainda pode ser investido se a possibilidade de uma sequência de filmes se revelar promissora. É justo que os fãs paguem pela produção de um filme de estúdio?

 

O lançamento e os resultados do filme “Veronica Mars” e ainda outros projetos futuros com certeza manterão essa discussão viva.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>